“… peneiramos as pessoas à procura de seres humanos…”

“– Já peneirou areia? – ela perguntou.

O cutucão tangencial da pergunta arremessou sua mente num estado mais elevado de percepção. Peneirar areia. Ele assentiu.

— Nós, Bene Gesserit, peneiramos as pessoas à procura de seres humanos.”

Diálogo entre Paul, o Muad`Dib, e a Reverenda Madre, em Duna, romance de Frank Herbert.

(HERBERT, Frank. Duna. São Paulo: Aleph, 2017, p. 27)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s